Amazon Glacier – Arquivamento de elevado volume

A área de tecnologia de qualquer empresa tem que lidar com volume cada vez maior de dados ativos (documentos, planilhas, emails – ninguém deleta mais emails hoje em dia -, vídeo de treinamento, gravações de ligações de voz, etc.). Como consequência, o arquivamento desta grande massa de dados – por períodos determinados por lei ou pelas boas práticas de governança – está se tornando um processo trabalhoso e caro, requerendo cada vez mais tempo e esforço na escolha da tecnologia (fita, disco, mídia óptica), no planejamento de capacidade, na manutenção de hardware e na negociação com fornecedores.

A Amazon Web Services apresentou recentemente um serviço de arquivamento, denominado Glacier, que interessará a muitos profissionais de TI. Com Glacier, qualquer volume de dados poderá ser arquivado de forma durável e fácil, e a um custo extremamente competitivo com as mais tradicionais bibliotecas de fitas e robôs, que formam o esteio das soluções de arquivamento há décadas.

Glacier oferece armazenamento para arquivamento de dados a um custo extremante baixo – até US$ 0,01 (um centavo de dólar) por Gigabyte por mês. Pode ser usado para qualquer volume, de megabyte a terabytes a petabytes, e não ná nenhum custo para setup inicial. Glacier acaba com as preocupações tradicionais de acerto no “capacity planning”, de falta de espaço para arquivamento, de verificar a integridade de hardware e dados, e de planejar redundância geográfica no arquivamento – independentemente do período de retenção do arquivamento.

Para começar a arquivar dados usando Glacier, basta criar um vault (em tradução livre, uma caixa-forte) e nomeá-lo. Cada região AWS permite até 1.000 vaults. Assim que criar o vault, basta fazer upload de dados, e estes serão organizados em arquivos (pela nomenclatura AWS). Cada arquivo pode conter até 40TB de dados, e há múltiplas maneiras de fazer upload. Os dados enviados serão criptografados com AES-256, e armazenados em formato de elevadíssima durabilidade. Glacier executará checagens regulares de integridade, e corrigirá eventuais erros de forma automática.

Para restaurar os dados, basta enviar um job para Glacier. O Amazon SNS poderá ser programado para avisá-lo assim que os dados estiverem disponíveis para download. Os dados pederão ser acessados via solicitações de HTTP GET.

Os custos do serviço Glacier estão aqui.

Atualmente, Glacier está disponível nas regiões S-East (N. Virginia), US-West (N. California), US-West (Oregon), Asia Pacific (Tokyo) e EU-West (Irlanda).