Amazon Web Services: como começar?

Quem tem interesse em “cloud computing” usando Amazon Web Services depara com uma grande quantidade de informações no sítio AWS, mas não há um caminho claro para seguir.

Sugerimos o seguinte roteiro:

1. Levantar o máximo de informação possível sobre a aplicação que será migrada para AWS: perfil de uso de CPU, memória e disco; perfil de uso de rede (banda, picos, média); tamanho do banco de dados, website, conteúdo dinâmico e estático, etc. Se for uma aplicação nova, fazer estimativas desses parâmetros.

2. Elaborar uma planilha de custos simples para uma boa estimativa dos custos de operação AWS, contendo: tamanho e região da instância EC2 que executará a aplicação, volume do armazenamento permanente EBS para dados (website e banco de dados), volume de backup S3 para dados, volume de transferência de dados (download), e estimativa de IO total.

3. Fazer o cadastro de usuário no sítio AWS, e utilizar o console de administração para conhecer seus recursos e funções, e experimentar ativando instâncias EC2 e volumes de dados EBS.

4. Planejar a migração da aplicação para AWS.

Nos projetos que a Intercom já executou, as etapas 1 e 2 são as mais importantes, pois requerem gerar documentação da aplicação existente, e permitem resumir claramente os custos de operação AWS para compará-los com o custo de outros provedores de “cloud computing” existentes.