Rede Wireless 802.11ac

Dispositivos com suporte a rede wireless 802.11ac está começando a ganhar volume no mercado corporativo e de consumo. Veja as suas principais características:

  1. Suporte a taxas de transmissão de até 6,93Gbps.
  2. Transmissão somente na banda de 5GHz.
  3. Não há alteração no alcance da rede wireless.
  4. MU-MIMO: permite transmissão para até 4 outros dispositivos de forma simultânea, com uso de múltiplas antenas (nas outras versões 802.11, apenas 1 dipositivo transmite a cada vez).

A implantação da tecnologia 801.22ac está prevista em 3 etapas.

  1. Etapa 1 (já no mercado) prevê uso de canais de transmissão de rádio de 80MHz e até 3 fluxos de dados totalizando 1.3Gbps (por dispostivo).
  2. Na etapa 2 estão previstos os primeiros dispostivos MU-MIMO, o uso de canais de transmissão de rádio de 160MHz e até 4 fluxos de dados, totalizando 3.47Gbps.
  3. Na etapa 3 estão previstos 8 fluxos de dados totalizando 6.93Gbps.

Dispositivos 802.11ac podem coexistir com dispostivos com tecnologias 802.11 anteriores, mas estes vão limitar a taxa máxima de dados. Assim, a recomendação é isolar dispositivos 802.11ac em rede própria. As redes cabeadas existentes, às quais novas redes 802.11ac estarão conectadas, precisarão de revisão por conta da maior taxa de transmissão.

 

 

vTiger CRM

Conforme seu crescimento, qualquer empresa depara com a necessidade da escolha de uma ferramenta CRM. A Intercom já utiliza Best Practical Request Tracker como issue-tracker; agora chegou a vez de escolher uma ferramenta CRM para as áreas comercial e marketing.

Wikipedia define CRM como “um modelo largamente utilizado para gerenciar as interações de uma empresa com clientes, contatos e prospecção de vendas. Envolve o uso de tecnologia para organizar, automatizar e sincronizar práticas de negócios – principalmente para atividades de vendas, mas também aquelas para marketing, atendimento a cliente e suporte técnico”.

Uma simples pesquisa no Google mostra uma enorme gama de alternativas. Existem os nomes de pesos-pesados (Oracle CRM, SalesForce, Microsoft Dynamics CRM), existem os inúmeros produtos de empresas menores, existem os GPL e/ou “community” (SugarCRM, Vtiger,Compiere, Cream), e existem os baseados em modelo SaaS (Zoho,  Salesforce Cloud, Microsoft Dynamics Cloud).

Optamos por instalar nosso próprio servidor CRM por várias razões: queremos uma aplicação LAMP; já temos uma estrutura de servidores cloud – web, banco de dados, DNS, email, etc.; temos extenso know-how técnico; não queremos guardar dados comerciais em provedores SaaS; e não queremos ter custos recorrentes adicionais. No final, a escolha ficou entre SugarCRM e vTiger. Pela comparação entre os dois, optamos por vTiger.

O processo de instalação foi surpreendentemente fácil. Baixamos o código (atualmente, versão 5.4.0), copiamo-no na pasta adequada e setamos devidamente owner para apache:apache, e apontamos o browser para iniciar um wizard de instalação. Após alguns poucos passos (upgrade ou instalação, verificação de requisitos PHP – alguns parâmetros exigidos pelo Vtiger são contrários aos recomendados em php.ini para sistemas de produção LAMP -, configuração de banco de dados Mysql – criamos o banco de dados e o usuário Mysql via linha de comando – e alguns parâmetros de sistema, e escolha de pacotes de funções e linguagens). Depois de 5 minutos, já temos a tela de login do Vtiger CRM.

Os próximos passos são a criação de usuários e começar a cadastrar clientes e contatos. Esperamos conseguir maior agilidade e transparência nos processos comerciais e de marketing.

 

Cloud Computing: razões para adoção

Dados recentes de uma pesquisa do Fórum da Indústria “Cloud” (CIF) dos Estados Unidos indicam que 31% das corporações adotam “cloud computing” pelas oportunidades de redução de custos TI, e 28% fazem a adoção pela flexibilidade oferecida. A pesquisa foi feita entre 400 gestores de TI de corporações americanas e empresas médias e pequenas.

Na mesma pesquisa, 98% dos entrevistados relatam elevado nível de satisfação com os fornecedores de serviços “cloud” escolhidos.

Recentemente, vários líderes do mercado de “cloud computing” reduziram seus preços: Amazon reduziu seus custos de armazenamento, e a Microsoft também reduziu seus custos do Office 365 e Azure.

No entanto, a preocupação com segurança de dados e privacidade continua grande, e as empresas ainda hesitam muito em migrar seus dados para “cloud computing”. Outras preocupações são conectividade e latência na transmissão de dados.

Amazon Web Services – Novidades EC2

A Amazon Web Services anunciou neste começo de Março/2012 três novidades bem-vindas para EC2 (“Elastic Compute Cloud”):

  1. Todas as instâncias EC2 podem rodar imagens de sistemas operacionais de 64 bits. Isto facilita o crescimento linear dos recursos computacionais para aplicações baseadas em “cloud computing”, pois a mesma imagem de 64 bits pode ser usada desde instâncias pequenas até as super-instâncias conforme sua evolução.
  2. Foi introduzida a instância m1.medium, preenchendo uma lacuna que existia entre a instância m1.small e m1.large. A instância m1.medium tem como recursos 2 ECUs (EC2 Compute Units), 3,75GB de RAM e 410GB de storage temporário. A listagem completa de tipos de instâncias EC2 está aqui.
  3. Os usuários agora podem conectar às instâncias EC2 diretamente a partir do browser, a partir de aplicativos Java, sem necessidade de instalar programas de emulação de terminal ou acesso remoto Windows.

Estas novidades indicam o rápido amadurecimento dos produtos da Amazon Web Services, adequados a uma grande gama de projetos “cloud computing”.

AWS e Check Point – segurança em “cloud computing”

Uma das principais preocupações das empreas, quando migram suas aplicações para “cloud computing”, é a sua segurança.

Recentemente, Check Point Software anunciou parceria com Amazon Web Services, e passou a oferecer seu firewall e outros produtos de segurança integrados ao ambiente AWS. Empresas que já utilizam produtos de segurança Check Point poderão facilmente interligar sua infra-estrutura existente com “cloud” Amazon utilizando instâncias virtuais Check Point disponíveis, e gerenciá-las de forma unificada.

Veja aqui o link da descrição dos produtos Check Point integrados a AWS.

bem-vindo a intercom

Escolhemos wordpress pela sua facilidade de uso, e esperamos usá-lo para mostrar aos nossos clientes e parceiros o dinamismo e e preparo técnico da equipe de colaboradores da Intercom.